26 de novembro de 2012

Um olhar diferente para o PDV

Em tempos em que o consumidor quer ser cada vez mais único, o varejo precisa mudar e olhar de maneira diferente o PDV. O alerta é da professora e consultora Ana Costa, da Kawahara & Takano Retailing, que fez a palestra sobre o tema "Montagem do PDV", na manhã deste domingo (10), na Couromoda.

Segundo Ana, para atender às novas exigências do consumidor, inserido no que ela chama de economia emocional, o varejo preciso focar a inovação, ser flexível e ter criatividade. Hoje, mais do que em outros tempos, é o desejo que motiva ao consumo e não mais a irracionalidade.

Ana enfatiza que, de uma economia de atenção, o mercado evoluiu para uma economia de atração. Nela, a relação com o consumidor deixa de ser de interrupção para ser de engajamento e o fluxo muda de ‘um para muitos’ para de ‘muitos para um’, ou seja, o consumidor passa a ser único, e não apenas mais um. 

De reativo, o consumidor assume o caráter interativo, ou seja, quer compartilhar experiências e conteúdo com a marca/loja, que, além do ambiente físico, precisa estar presente no meio digital e no mobile, para atender aos anseios de compra das pessoas. Isso, de acordo com a palestrante, requer o treinamento da equipe e unificação da linguagem. A informação deve ser a mesma no site, no e-commerce e no atendimento na loja física. Aliás, os diferentes canais se completam para proporcionar ao consumidor o prazer de comprar.

Também a localização da loja ganha nova importância. A loja de um bairro, por exemplo, deve ter perfil – atendimento, vitrines, produtos e comunicação – diferente do de uma loja do centro, para atender às especificidades do público que a frequenta. Ela precisa também ter um envolvimento (inserção) com a comunidade e desenvolver ações que beneficiem, por exemplo, pessoas carentes e organizações voltadas à proteção do ambiente natural. “A simples busca pelo lucro não é mais suficiente para o lojista se apresentar ao mercado”, alerta Ana.

Neste contexto, a tecnologia é aliada importante do varejo, auxiliando na tomada de decisões sobre produtos e atendimento, por exemplo. “Hoje, a loja precisa ser inteligente e resolver todas as questões do consumidor, para que ele tenha uma experiência positiva de compras e volte outras vezes para comprar. Não é possível proporcionar ao consumidor o produto que ele quer, mas errar na hora do pagamento, com longas filas, por exemplo. Todas as atividades da loja devem ser feitas com eficiência”, finaliza.

 

LOJA  ANTES
Retorno sobre investimento (ROI)
Usuários ‘pesados’
Grandes promessas
Marketing de massa
Consumidores
Marcas
Velho consumidor
Preço baixo
Soluções
LOJA HOJE
Retorno sobre envolvimento (ROE)
Consumidores inspirados
Pequenos gestos
Marketing de conexão
Pessoas
Marcas apaixonantes
Novo consumidor
Valor total
Soluções criativas

 


 

 

http://couroportal.couromoda.com/noticias/ler/um-olhar-diferente-para-o-pdv